sábado, 10 de outubro de 2015

A política Songun


A política Songun encontra-se enraizada na ideologia da primazia militar na qual se encarna a ideia Juche. O presidente Kim Il Sung foi o fundador da ideologia Songun e o líder inigualável da revolução Songun. Herdou o seu legado revolucionário juntamente com as duas pistolas do seu pai e fez sua a determinação de restaurar um país perdido pela via da luta armada. 

A constituição da “União Contra o Imperialismo” pelo presidente em Outubro do 15º ano Juche (1926) foi uma proclamação de vitória ou morte para esmagar os imperialistas japoneses. As duas pistolas legadas pelo seu pai, Kim Hyong Jik, e o programa da “União Contra o Imperialismo” que realçava um posicionamento independente e anti-imperialista foram o ponto de partida da ideologia Songun, a ideologia que dá prioridade às armas e aos militares.

O presidente Kim Il Sung delineou as linhas do combate armado como principal linha da luta anti-japonesa pela libertação nacional num encontro histórico em Kalun, em Junho do 19º ano Juche (1930), proclamando o nascimento da ideologia Songun por todo o mundo. Fundou o Exército de Guerrilha Popular Anti-Japonesa, a primeira força armada revolucionária, a 25 de Abril do 21º ano Juche (1923) dando início à luta armada anti-japonesa, um evento histórico que anunciou o início da liderança revolucionária Songun.

Durante quase 70 anos, desde meados dos anos 20 quando embarcou na via da revolução com a grande ambição da libertação nacional, ateve-se à linha da primazia das armas e dos militares e aplicando o princípio da prioridade militar. O presidente Kim Il Sung, no início dos anos 60, considerou que o legado da liderança revolucionária Songun era fundamental à causa revolucionária que deixava e destacou o general Kim Jong Il com a tarefa de fazer com que o labor do Exército se equiparasse ao labor do Partido.

Assim se iniciou a liderança Songun do general Kim Jong Il, com a sua liderança in sito da Guarda Seoul Ryu Gyong Su 105, divisão de tanques do Exército Popular da Coreia em Agosto do 49º ano Juche (1960). Até final da década de 60 liderou in sito centenas de unidades do Exército durante quase dez anos.

Nos anos 70 e 80, determinou como principal tarefa da construção do Exército transformar o Exército Popular da Coreia no Exército do Líder e no Exército do Partido, tendo enveredado por grandes esforços para liderar o fortalecimento do Exército, tanto política como ideologicamente, tanto militarmente como tecnicamente. Nos anos 90, houve uma grande alteração na composição política do mundo bem como no balanço de forças. Os EUA e as forças reaccionárias imperialistas intensificaram de modo sem precedente as suas manobras militares agressivas para sufocar o país, erguendo obstáculos na via para a revolução coreana. 

O general Kim Jong Il, com base na análise científica da nova situação, declarou tanto internamente como internacionalmente, que a política da RDP da Coreia era a política Songun e estabeleceu plenamente a forma da política Songun. Na primeira sessão da 10ª Suprema Assembleia Popular da RDPC em Setembro do 87º ano Juche (1998), foi criado um novo mecanismo estatal que teve por base o Comité para a Defesa Nacional. Foi assim que a política Songun do Partido se transformou no principal modelo político do socialismo iniciado na era do presidente Kim Il Sung e sistematizado nos tempos mais árduos da História.

O general Kim Jong Il deliberou que a linha da revolução Songun perduraria enquanto sobrevivessem os inimigos e enquanto perdurassem as suas tentativas de agressão. O mesmo desenvolveu a política Songun e defendeu o socialismo graças ao poderio da política Songun, fazendo avançar a causa da independência da humanidade.

Com tecnologia do Blogger.